sexta-feira, 17 de abril de 2015

Microempreendedor Individual: transformando sonhos em realidade!

Microempreendedor Individual

Muitos sempre tiveram o sonho de abrir e empreender o seu próprio negócio, mas se deparavam com uma realidade burocrática e lenta para regularizar o seu empreendimento, recorrendo assim a informalidade, situação que é devantajosa tanto para quem compra quanto para quem vende. Diante deste cenário, foi criada uma nova categoria para empreendedores, o M.E.I (Microempreendedor Individual), estes se enquadram como pessoas que trabalham por conta própria e de pequeno porte, além disso tem um limite de faturamento de no máximo R$60.000,00 por ano, além de não poder participar de outra empresa como sócio ou titular. Uma das vantagens de se regularizar pelo M.E.I é o direito a um Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), que facilita a abertura de conta bancária, o pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais. Permite tambêm a possibilidade de contratação de um colaboração por um salário mínimo ou valor referente ao piso da categoria.

Por ser enquadrado como Simples Nacional, os empreendedores M.E.I. estão isentos dos tributos federais, como Imposto de Renda, PIS, Confins, IPI e CSLL. Cuja arrecadação mensal é de somente de R$ 40,40 (comércio ou indústria), R$ 44,40 (prestação de serviços) ou R$ 45,40 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS por meio de carnê emitido através do Portal do Empreendedor, além de taxas estaduais/municipais que devem ser pagas dependendo do estado/município e da atividade exercida. Estes valores sofrerão alteração, conforme ao salário mínimo vingente. Com estas contribuições, o Microempreendedor Individual tem acesso a benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros.

Cianorte faz parte da região considerada como "Corredor da Moda", onde milhares de atacadistas de outros estados e até países vem visitar para abastecer suas lojas com peças de vestuário. Em muitos casos são profissionais que trabalham de maneira informal, pois até então recorrer a legalização era destinava principalmente a Médias e Grandes empresas, com o surgimento do M.E.I. possibilitou que as pequenas empresas usufruíssem de mais segurança, possibilidades de investimento e benefícios.

E você tem o sonho de abrir o seu próprio negócio ou já tem um e quer regularizá-lo? Então vá até uma agência do SEBRAE mais próxima para receber todo o apoio e auxílio em como se tornar um Microempreendedor Individual e acesse ao site para mais informações http://www.portaldoempreendedor.gov.br/mei-microempreendedor-individual.

Fontes:
http://www.implantandomarketing.com/5-erros-comuns-que-provocam-queda-em-suas-vendas/
http://www.portaldoempreendedor.gov.br/mei-microempreendedor-individual

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comments system

Disqus Shortname